Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
EN PT
Banner-UPA.jpg

 UPA - Universidade (do Minho) de Portas Abertas ​


A Universidade (do Minho) de Portas Abertas ​a todos - estudantes de todas as idades, professores, pais e encarregados de educação e público em geral.
Num programa diverso que se estenderá por três dias nos campi de Braga e Guimarães, decorrerão oficinas e visitas a laboratórios de investigação da Universidade e, em paralelo, uma feira de oferta educativa com apresentações culturais e desportivas.

UPA, venha conhecer o que de melhor se produz na UMinho, ao nível do ensino, da investigação e da cultura!​


Serão oferecidas quatro tipologias de atividades:
- percursos multidisciplinares, sobre as grandes questões do nosso tempo, que combinam saberes e espaços da Universidade - percursos UMinho;
- atividades específicas de um determinado curso ou laboratório de investigação - atividades disciplinares nas Escolas;
- divulgação da oferta educativa e serviços disponíveis para os estudantes, em que estão representadas todas as Escolas, Institutos, Centros de Investigação e Serviços da UMinho - mostra educativa;
- experiências culturais, desportivas e recreativas, que podem acontecer no palco da mostra educativa e nos espaços exteriores dos campi universitários - mostra cultural, desportiva e empresarial.

Os percursos UMinho e as atividades disciplinares requerem inscrição, individual ou em grupo, através do formulário disponível aqui »»
As restantes são de acesso livre.

Atividades de acesso livre a funcionar no stand da Escola de Ciências, no pavilhão desportivo da UMinho, em Gualtar:


Nome da atividade: Materiais inteligentes
Descrição: A atividade dos sensores tem como objetivo dar a conhecer as diferentes áreas de investigação no Centro de Física da Universidade do Minho, na área dos Materiais Eletroativos Inteligentes. O trabalho experimental envolve a elaboração/utilização de novos materiais baseados em polímeros e nano-partículas que podem ser utilizados como sensores de força, deformação, vibração, campo magnético e corrente elétrica (entre outos); e mais tarde incorporados em diversos dispositivos tecnológicos.
 
Nome da atividade: Energia (bateria e energy harvesting) e ambiente (remediação)
Descrição: A atividade da energia e ambiente para além de demonstrar hands-on como são produzidas as baterias, enquadrando essa demonstração no problema da sustentabilidade energética do planeta. Essa sustentabilidade serve de "ponte" para serem apresentadas estratégias de remediação ambiental como os sistema de purificação ambiental ou fotocatálise.
 
Nome da atividade: Óptica e Visão - Interação da Luz com o Olho Humano
Descrição: Nesta atividade serão apresentados diversas demonstrações relacionadas com a luz e a óptica no contexto da visão humana. Destina-se a públicos de todas as idades.
Inclui a construção de olhos teóricos nos quais podem ser simuladas a formação de imagem, diversas anomalias da visão e a sua compensação.
A atividade pretende chamar a atenção para os problemas visuais mais frequentes na população e os cuidados a ter para preservar uma boa visão a diferentes idades.
Paralelamente serão mostrados diversos instrumentos de avaliação visual que com recurso a imagem permitem demonstrar a anatomia e funcionamento do olho.
 
Nome da atividade: Células solares de Gratzel
Descrição: Nesta atividade, será demonstrada a construção de uma célula fotovoltaica (CFV). No tipo de células a construir (células de Grätzel), ocorre a sensibilização de um filme de dióxido de titânio pela absorção de luz por um corante. Será explicada a função dos constituintes fundamentais de uma CFV e demonstrado como se pode construir uma CFV utilizando vários materiais do dia-a-dia (corantes extraídos de frutos como framboesas, amoras, mirtilos, etc). Será ainda demonstrada a utilização das CFVs em circuitos elétricos simples (produção de luz e movimento de uma ventoinha).
 
Nome da atividade: Construção da Esponja de Menger
Descrição: Em 1994, Jeannine Mosely constatou que podia construir cubos em origami recorrendo a cartões de visita, e que esses cubos podiam ser ligados entre si, permitindo a construção de estruturas com dimensões significativas. Em 1995, Mosely propôs-se construir em origami uma aproximação de nível 3 da Esponja de Menger, um fratal criado por Karl Menger nos anos 20 do século passado. No início do mês de março, o CMAT Junior Group desafiou a comunidade universitária e escolar bracarense a montar uma esponja de Menger de nível 3, com recurso a cartões feitos por desperdícios de capas de teses de doutoramento. A montagem desta estrutura em origami envolveu centenas de participantes e foi concluída no dia 14 de março, o dia do Pi. Sob a orientação de estudantes membros do CMAT Junior Group e de docentes afetos ao Centro de Matemática da Universidade do Minho, os visitantes da UPA são desafiados a construir uma esponja de Menger de nível 1, com cartões de visita.
 
Nome da atividade: À descoberta de raios cósmicos
Descrição: As câmaras de faíscas permitem a deteção de partículas subatómicas, invisíveis a olho nú. Nesta atividade usaremos uma câmara de faíscas construída no LIP para detetar muões produzidos por raios cósmicos que interagem com a atmosfera terrestre. Os visitantes serão convidados a tirar uma fotografia em que será possível inferir que um muão os atravessou.
 
Nome da atividade: Exposição “Matemática Recreativa”
Descrição: Esta exposição interativa pretende dar a conhecer vários conceitos e raciocínios da Matemática de um modo lúdico. A exposição conta com atividades diferentes e permite criar um ambiente onde se possa experimentar e discutir matemática.